dicas de saúde dicas de saúde e bem estar

Compulsão alimentar: Como sair do ciclo vicioso

7/02/2018 01:53:00 AMShairane Mello

Dicas para acabar com a compulsão alimentar


Compulsão alimentar




Sua relação com a comida e com o doce se tornou uma compulsão? Saiba identificar e 

como vencê-la de maneira saudável

Muitas vezes, o peso acima do indicado acontece por conta da compulsão alimentar. Mas, 

afinal, o que é isso? Segundo a nutricionista da Estima Nutrição (SP), Bianca Vieira de 

Souza, é uma doença mental que faz com que a pessoa sinta a necessidade de comer 

mesmo quando não está com fome. Além disso, faz com que ela coma uma grande 

quantidade de alimentos em um curto período de tempo. “O momento da compulsão é 

uma fuga da realidade, é um prazer. Mas quando a dependência passa, o sofrimento é 

muito maior”, afirma Renato Zilli, endocrinologista do Hospital Sírio-Libanês (SP). A 

seguir, entenda melhor sobre a doença e veja o que fazer para controlar aquela vontade 

absurda de atacar a geladeira.

Carla de Carvalho Teixeira, nutricionista do Hospital Moriah (SP), detalhou o que 

precisamos saber:

As causas mais comum da Compulsão alimentar:

Maneira que a pessoa tem de lidar com sentimentos como o estresse, a tristeza e a raiva.

Pode estar associado a traumas do passado.

Problemas com a imagem corporal/baixa autoestima.

Bloqueio em expressar as dificuldades e necessidades.

Depois de um período fazendo uma dieta muito restrita.

É complusão quando você ... 

Come escondido para fugir do julgamento de outras pessoas. 

Consome os alimentos com muita rapidez, sem mastigar corretamente, ou até passar 

mal.

Quando acontecem todos os fatores citados acima de maneira recorrente.

Quando a comida deixa de ser um combustível necessário para as funções vitais do 

organismo e passa a ser só fonte de prazer.

Come para se sentir emocionalmente bem.

Sente culpa após um episódio de descontrole.

Maneiras de evitar a compulsão alimentar:

Coma quando estiver com fome: ninguém é obrigado a comer a cada três horas, e sim 

quando sentir fome. Por isso, se você tem o desejo de comer durante o dia todo, é 

porque está comendo de maneira errada. “Além de ingerir carboidratos, inclua na sua 

dieta alimentos integrais e ricos em fibras, como frutas, verduras, hortaliças e gorduras 

boas, como as proteínas de origem animal e vegetal”,
aconselha Bianca. Deu fome durante o dia? Coma um punhado de frutas secas ou um mix 

de oleaginosas, como nozes e castanhas.

Pratique exercícios físicos: 

Quando fazemos atividades, como a corrida, bicicleta e caminhada, nosso corpo libera 

endorfina, hormônio responsável pelo aumento do bem-estar e diminuição da ansiedade 

do estresse. 

Beba água: 

Além de nos manter hidratados, a ingestão de líquido é uma condição básica para o bom 

funcionamento do nosso organismo e, quando isso acontece, o desejo e a gula ficam sob 

controle.

Evite consumir alimentos industrializados: 

Não é que você está proibida de comer salgadinho, bolacha e tomar refrigerante. Mas 

eles não devem fazer parte do seu cardápio diário. De acordo com os especialistas, 

apesar de práticos, esses alimentos não têm nenhuma vantagem nutricional. E mais: por 

não terem fibras, eles não saciam, o que nos deixa com mais fome ainda. 

Não faça dietas por conta própria: 

Fazer dieta sem orientação de um profissional de saúde pode ser perigoso, pois é difícil 

aguentar uma alimentação restrita por muito tempo. E, quando menos esperamos, 

passamos a comer de forma mais descontrolada do que quando começamos o regime.

Doce e pão são os vilões?

De acordo com Bianca, não. “Existem pessoas que perdem o controle nas refeições 

principais, repetem várias vezes o feijão ou a carne, por exemplo”, diz. Segundo ela, o 

carboidrato deve estar incluído no cardápio porque é uma fonte de energia, mas se 

esgota muito rápido e, por isso, deve ser consumido com sabedoria. “Quando o corpo se 

vê sem combustível, envia sinal para o cérebro pedindo mais. Isso pode ser o gatilho.”

Substitua carboidratos refinados por opções integrais, como pão francês, arroz e 

macarrão integral.

Estabeleça um limite para comer doce e tenha paciência. Com o tempo, a compulsão irá 

diminuir. Coma um pedaço de chocolate meio amargo ou algumas frutas secas para 

disfarçar o desejo.

Ingira gorduras boas, como oleaginosas, abacate e azeite. Elas fornecem energia sem 

prejudicar a nossa saúde e saciam!


Leia também

4 comentários

  1. Adorei esse post! Acho que existe uma linha muito tênue entre gostar de comer e ter uma compulsão alimentar. Em certos casos é preciso ficar atento e ter cuidado.

    ResponderExcluir
  2. oi!
    A Compulsão alimentar é uma doença e deve ser tratada, muitas vezes comemos para aliviar a dor ou para preencher o vazio que sentimos...
    bjo

    ResponderExcluir
  3. Adorei o post, é um problema muito sério e muitas pessoas tem e não reconhecem as vezes!

    ResponderExcluir
  4. Olá
    muito importante seu post,a compulsão alimentar tem que ser mais divulgada pois é muito importe mesmo,uma doença que deve ter mais atenção.

    ResponderExcluir

Fico muito feliz com a sua visita e o seu comentário!!!
Volte sempre que desejar!!!
Beijocas