Teste da orelhinha, para que serve e como é feito?


Como é feito o teste da orelhinha nos bebês recém nascidos


Olá pessoal,tudo bem??

Vamos falar hoje sobre um dos  testes que e 

muito importante e que os recém nascidos 

devem fazer, nos primeiros dias de vida que é o 

Teste da Orelhinha e vamos aprender um 

pouco mais sobre a importância desse teste.

O "teste da orelhinha" é um teste obrigatório 


por lei(RANU-Rastreio Auditivo 

Neonatal Universal), feito ainda na 

maternidade, nos bebês para avaliar a audição 

detectar precocemente algum grau de surdez 

no bebê. 

Este teste é gratuito, fácil e não machuca 

bebê.

Como é feito o teste da orelhinha?

O teste da orelhinha é feito através da colocação de um fone no ouvido do bebê para 

detectar problemas auditivos, como a surdez, que dificultam a fala e aprendizagem da 

criança. Se o teste da orelhinha detectar algum problema, o bebê é encaminhado para o 

médico otorrinolaringologista, que irá orientar o melhor tratamento para o problema 

diagnosticado.
Veja algumas imagens do teste da orelhinha:
Teste da orelhinha, como é feito?

Quando fazer o teste da orelhinha?

O teste da orelhinha deve ser feito, de preferência, no 2º ou 3º dia de vida do bebê, 


porém pode ser realizado até aos 3 meses.

O grande problema é que a maioria dos diagnósticos de perda auditiva em crianças 

acontece muito tardiamente, com três ou quatro anos, quando o prejuízo no 

desenvolvimento emocional, cognitivo, social e de linguagem da criança está seriamente 

comprometido.

Fácil, rápido e sem dor - 
Recado para as mamães: o Teste da Orelhinha é realizado com o bebê dormindo, em 
sono natural, é indolor e não machuca, não precisa de picadas ou sangue do bebê, não 
tem contra-indicações e dura em torno de 10 minutos. 
Há os chamados bebês de risco para a surdez. São os casos em que já existe um histórico 
de surdez na família, intervenção em UTI por mais de 48 horas, infecção congênita 
(rubéola, sífilis, toxoplasmose, citomegalovirus e herpes), anormalidades craniofaciais 
(má formação de pavilhão auricular, fissura lábio palatina), fez uso de medicamentos 
ototóxicos, entre outros. Se o Teste da Orelhinha já e importante para uma criança sem 
problemas, imagine para essas crianças.
Mas todos os bebês devem fazer o Teste. Em bebês normais, a surdez varia de 1 a 3 
crianças em cada 1.000 nascimentos, já em bebês de UTI Neonatal, varia de 2 a 6 em 
cada 1.000 recém-nascidos. A avaliação Auditiva Neonatal limitada aos bebês de risco é 
capaz de identificar apenas 50% dos bebês com perda auditiva.
A deficiência auditiva é a doença mais freqüente encontrada no período neonatal quando 
comparada a outras patologias. Só como exemplo, o Teste do Pezinho aponta uma 
criança em cada 10 mil nascimentos, muito menos que o da Orelhinha.
Portanto, o Teste da Orelhinha é algo fundamental ao bebê, já que os problemas auditivos afetam a qualidade de vida da criança, interferindo no processo da fala, entre muitas outras coisas.
É como uma bola de neve: a criança cresce e tem dificuldade em ouvir ou se expressar e, 
com isso, sente mais dificuldade em se socializar. Isolada por não ter fácil acesso ao 
grupo de amiguinhos, ela pode apresentar depressão. E por aí vai.
Para que isso não aconteça, procure o pediatra, um médico otorrinolaringologista ou 
uma fonoaudióloga quando houver alguma suspeita de perda auditiva no seu filho.

O teste é obrigatório por lei?
Sim. Desde o dia 2 de agosto de 2010 o exame é obrigatório e gratuito.


*Informações e imagens retiradas da internet

12 comentários:

  1. Minhas filhas fizeram esse teste no hospital e deu tudo bem, graças à Deus!
    É realmente um teste fundamental.
    Beijinhos!
    https://dulcineiadesa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. realmente fundamental. Esse eu me lembro bem o dia em que foi feito na Lara. Fizemos na clínica e não no hospital!

    http://www.arianebaldassin.com/

    ResponderExcluir
  3. Meus dois meninos fizeram ainda na maternidade, super rápido e indolor. Beijos

    ResponderExcluir
  4. Excelente! Os meus dois fizeram duas vezes: na maternidade e depois no serviço do convênio novamente, pois como eles prestavam esse serviço, eu fui também para confirmar se realmente estava tudo ok. Cuidados com nossos bebês nunca são demais!
    Um beijo
    http://www.mamaeaprendiz.com/

    ResponderExcluir
  5. Fizeram com Bryan no dia do nascimento, e depois numa consulta com o pediatra, já com quase um mês. Super importante né? O bom é que é rapido, nem parece ser um exame de tão rapido rs, mas e importante

    ResponderExcluir
  6. Na época que ganhei minhas filhas não existiam esses testes.
    Mas acho super importante detectar a tempo se houver alguns problemas auditivos.
    Bjinhos.
    www.prosaamiga.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá.

    Um teste extremamente importante e essencial para o recém nascido.
    Ótimo post.


    bjs, Pri
    Mãe Sem Frescura
    www.maesemfrescura.net

    ResponderExcluir
  8. Eu nem sei se o meu filho fez esse exame na maternidade mas tenho certeza q nao, mas eu tbm n conhecia, só sabia do teste do pezinho, muito bom esse post, agora estou gravida de gêmeos vou ficar atenta. Bjss

    ResponderExcluir
  9. Minha sobrinha fez realmente esse teste é muito importante beijos :) http://katsouza.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Muito bom post, muita gente não sabe, mas é muito importante! gostei! bjo

    ResponderExcluir
  11. A Emilly nasceu em 2011, e era gratuito somente para bebês que nasciam na rede publica!
    Ela nasceu na rede privada, tivemos que pagar!
    Agora é gratuito para todos??

    ResponderExcluir
  12. Um teste super impotante. Super importante suas informações.

    ResponderExcluir

Fico muito feliz com a sua visita e o seu comentário!!!
Volte sempre que desejar!!!
Beijocas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...