Irmãos que brigam o tempo todo, saiba o que fazer!


Saiba o que fazer quando os irmãos brigam de mais


Olá amigos, tudo bem??
Hoje o assunto é sobre a briga entre irmãos.... 
Você tem irmãos??? 
Brigavam muito quando pequenos?? 
Seus filhos brigam o tempo todo??
Nossa eu e minha irmã brigávamos muito parecia cão e gato rsrsrs e eu não entendia o porque não conseguíamos ficar sem brigar?! 
Hoje em dia nossa relação é ótima e como é aí na sua casa?


Desde que o mundo é mundo os irmãos se desentendem. 
Competem pela atenção dos pais, pelo brinquedo novo, pelo colo da avó, pela última bolacha do pacote ou pelo jogo de futebol. 
Por ser um comportamento comum, os pais raramente olham para essas brigas como um problema sério. 
Porém, uma pesquisa inédita publicada na revista científica Pediatrics mostrou que o bullying entre irmãos pode levar a ansiedade, depressão e raiva naquele mais frágil dessa relação.
O estudo entrevistou 3.599 crianças e adolescentes. 

No caso daquelas de 0 a 9 anos, as perguntas foram dirigidas aos responsáveis legais. 
As com 10 anos ou mais responderam sozinhas. 
Os pesquisadores avaliaram a extensão das brigas a partir de quatro parâmetros principais: se as agressões físicas eram comuns, se havia roubos dos pertences do irmão (à força ou escondido), dano aos pertences do irmão de propósito ou se frases humilhantes ou assustadoras eram ditas com frequência.

Irmãos que brigam

Analisando essas respostas paralelamente à saúde emocional das crianças, os pesquisadores verificaram que aqueles que sofreram agressões de maneira constante e repetitiva apresentaram um desequilíbrio evidente. 
No caso das crianças mais novas, até 9 anos, a agressão física tinha mais impacto emocional do que para os adolescentes, mas os demais parâmetros foram prejudiciais em ambas faixas etárias. 
Por isso, na conclusão do trabalho os autores afirmam: “Pais, pediatras e o os agentes públicos devem enxergar a agressão entre irmãos como potencialmente prejudicial e não rejeitá-la por ser algo normal ou até benéfico."
    Segundo o psiquiatra infantil Gustavo Teixeira, autor do livro "Manual Antibullying" (Ed. Best Seller), a pesquisa deve servir de alerta para os pais e para quem lida com o assunto. 
    “Quando a gente fala na palavra bullying, logo associa ao ambiente escolar. 
    Quando falamos em irmãos, é quase um consenso de que essa relação conflituosa seja normal. 
    Por mais problemáticas que sejam as brigas, os pais tentam minimizar, acreditando ser natural. 
    Alguns chegam até a dizer que é algo saudável. 

    O estudo ajuda a mostrar que isso, na verdade, pode ser muito danoso para a criança".


    Teixeira explica que os pais não precisam radicalizar para o outro extremo, ou seja, achar que qualquer discussão entre seus filhos será um problema. 

    A rivalidade faz parte da convivência entre irmãos - aliás, de qualquer tipo de relação social. 
    Quando eles se desentendem, os pais devem enxergar ali uma oportunidade de ensinar habilidades sociais. 
    Seu papel é mediar o conflito. 
    “No primeiro momento, é preciso mostrar aos filhos que qualquer tipo de agressão [física ou verbal] não será tolerada. 
    Para evitar relações complicadas, é importante manter o diálogo em família, respeitar as diferenças de cada filho e fortalecer os laços. 

    Jantar na mesa sem a TV ligada, fazer uma atividade em família no final de semana, tudo isso ajuda.”

    O especialista conta ainda que atende a muitas famílias em seu consultório que, apesar de todos os membros morarem na mesma casa, quase não passam um tempo juntos, mesmo no fim de semana. 

    “O problema começa aí. Criar um rotina legal, olhar nos olhos na hora de conversar, perguntar como foi o dia são pequenas coisas que funcionam e ajudam".

    Qual é o limite?

    Para observar se os seus filhos estão passando dos limites na hora da discussão, observe se um machuca o outro de propósito (física ou verbalmente), se as agressões são repetitivas e se há uma relação desigual de poder – o irmão mais velho costuma ser mais forte, mas não é regra. 
    “Essa agressão de forma continuada e repetitiva vai destruindo a auto-estima da parte mais fraca desse elo. 

    Se a criança tem um componente biológico para depressão ou ansiedade essa violência, pode ser o gatilho para desencadear o isolamento, depressão, sentimento de culpa, fobia e quadros graves de ansiedade".

    É importante também ficar atento ao fato de que os próprios pais podem estar estimulando essa rivalidade. 
    Valorizar mais um filho que o outro ou lidar com os próprios problemas de forma agressiva, sem diálogo, pode contribuir para o mau comportamento dos filhos.

    Se você perceber esse problema e não conseguir resolver, pode ser o caso de buscar ajuda de um terapeuta comportamental ou familiar. 
    Também é importante conversar com o pediatra, já que ele é quem acompanha o desenvolvimento da criança.

    Então pessoal, o que acharam do texto sobre irmãos que brigam???
    Confesso que enquanto lia esse artigo, fui lembrando da minha infância e de várias brigas que tive com minha irmã :(
    Hoje em dia isso tudo já foi superado, afinal éramos apenas crianças, mas se pudesse voltar no tempo não brigaria tanto assim com ela só um pouquinho (risos)!
    Vamos conversar mais e brigar menos!!!
    Beijocas!!!


    Fonte: Aqui


    21 comentários:

    1. Eu e minha irmã brigávamos muito
      hoje somos amigas rs
      mas tudo tem limites
      se for machuca de proposito
      é bom vê isso e pedi ajuda

      Linda Noite
      beijokas da Nanda

      Mamãe de Duas
      Google+Nanda

      ResponderExcluir
    2. Nossa amei as dicas, apesar de não ter outro filhos, adorei as dicas e saber como o papel dos pais é tão importante e saber que essas brigas ainda podem ser de fato positivas, se os pais souberem mediar os conflitos!!!
      Adoro seus posts, sempre aprendo algo, beijinhos :*
      www.estiloaqualquercusto.com

      ResponderExcluir
    3. Muito bom!! Eu e minha irmã brigávamos e brincávamos muito!!
      Bjs

      ResponderExcluir
    4. O Jesus eu brigo até hoje com a minha basta fircarmos dois dias juntas que começa a sair faisca. kkkkkkk
      Pessoas diferentes, com mentalidades diferentes e dois temperamentos muito forte é inevitável a briga e a imposição da opinião.
      rsrsrrs
      Mas a gente briga mas a gente se ama!! rsrsrsrrsrrsrs
      Bjão,
      Pri
      www.pareinos25.com

      ResponderExcluir
    5. Enquanto se é criança é normal, em casa era a mesma coisa, muitas brigas, hoje somos amigas.
      Beijos
      Adri
      www.mamaesfacilidadesedicas.com

      ResponderExcluir
    6. Minhas filhas brigam demais!!! Acredito que por serem irmãs e conviverem o tempo todo juntas. Pra mim é complicado pois sou filha única e as vezes não sei como agir!!!
      BJKS

      ResponderExcluir
    7. Tenho três filhos , um menino e duas meninas e eles brigam muitoooo , inclusive estavam brigando agorinha mesmo por causa de material escolar .... Eu não brigava tanto assim com meu irmão , era muito unida com ele ..... vou ter que adotar algumas medidas aqui em casa pra ver se param de brigar rsrsrs


      Beijos adorei o texto!

      http://falandodtudoumpouco.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    8. Criei duas filhas com 4 anos de diferença e sei o quanto a gente sofre com a briga deles.
      Como também é difícil se posicionar a favor de um ou de outro, até porque a maioria das brigas é sem motivos.
      Mas como faz parte, a gente tem que improvisar em cada situação e evitar as brigas.
      Bjinhos.
      www.prosaamiga.com.br

      ResponderExcluir
    9. Adorei as dicas! Ainda nao tenho filhos, mas tenho certeza que elas serão validas!
      Eu e minha irma sempre brigamos muito, hoje em dia, bem menos, mas nunca foi de machucar ou algo assim. E 5min depois ja estavamos de bem e brincando juntas...
      Beijos

      ResponderExcluir
    10. Eu só tenho um filho e já parei nele, mas pra quem tem mais de um é complicado mesmo, boas dicas

      ResponderExcluir
    11. Eu e meus irmãos não brigávamos e não brigamos e somos super amigos e meus filhos mais velhos não brigam e são super amigos tbm a minha caçulinha que implica mais com o do meu e as vezes rola uma briguinha mas nada exagerado e eu travo a baixinha mesmo pq ela não é mole e não pode tirar farinha com os mais velhos só pq é a menor rsrs
      Adorei as dicas !!!
      besitos

      blogmeamarro.com

      ResponderExcluir
    12. Briga de irmãos é comum, me lembro que brigava muito com as minhas irmãs, mais no final ficava tudo bem, Shairane beijos.

      ResponderExcluir
    13. Briga de irmãos é comum, me lembro que brigava muito com as minhas irmãs, mais no final ficava tudo bem, Shairane beijos.

      ResponderExcluir
    14. Me lembro que eu e minha irmã brigava-mos bastante. Me lembro dos apelidos, quem era culpada, ou quem comessava as brigas.Mais hoje em dia ta tudo certo!.

      ResponderExcluir
    15. Esse é um assunto bem delicado, é verdade. Todos os irmãos brigam e implicam uns com os outros, mas tenho duas sobrinhas que são irmãs e olha... Já passaram mais de uma semana sem se falar. Minha irmã fica louca... O único problema é que nenhuma das duas são pequenas por isso eu digo para minha irmã; ela deveria ter intervido antes
      Beijos

      ResponderExcluir
    16. O que eu mais vejo são os irmãos brigando e esse post é super útil.
      Bjus
      Jaque
      www.quebreiaregra.com.br

      ResponderExcluir
    17. Eu e meu irmão brigamos muito mas a gente se ama também, a gente adora brigar e tals, mas sempre rola briga né?
      Post mais que útil
      Beijos!
      http://teoremasdamimosa.blogspot.com

      ResponderExcluir
    18. Tenho um irmão mais novo e na nossa fase de criança brigávamos muito por coisinhas boas mas com o passar do tempo fomos crescendo paramos com as brigas. Os pais tem que ficar sempre alerta para saber até que ponto que está sendo aquelas briguinhas de irmãos ou se já passou dos limites.

      Beijos
      www.beabadabeleza.com.br

      ResponderExcluir
    19. É importante mesmo observar todo comportamento das crianças. Já tive uma briga com minha prima de tapas, unhas e etc, mas acho que foi uma vez só. Briguei pouco com minha irmã, na verdade eu até hoje não sou de esquentar muito não, deixo tudo passar. Parabéns pelo post. Bjão

      www.blogdajeu.com.br

      ResponderExcluir
    20. Vi no Facebook e corri aqui para conferir..
      Adorei a resenha... vai me ajudar bastante...
      Meus 3 pimpolhinhos brigam bastante, principalmente os mais velhos.

      Beijinhos

      ResponderExcluir
    21. Post super util .. Porque brigas entre irmaos eh algo muito frequente e precisar ser resolvido oou pelo menos amenizado
      Beijocas

      ResponderExcluir

    Fico muito feliz com a sua visita e o seu comentário!!!
    Volte sempre que desejar!!!
    Beijocas

    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...