Estrias na gravidez tem como evitar?- Colunista Roberta Soares




Chega a gravidez e com elas vilões aparecem para atormentar as mamães. Uma temida vilã são as estrias que se instalam principalmente nos seios e região abdominal.
Com o devido cuidado é possível reduzir e até prevenir o aparecimento delas.


Estrias são cicatrizes ocasionadas pelo rompimento das fibras elásticas e de colágeno geradas por estiramento excessivo ou rápido da pele e por mudanças hormonais que acontecem durante a gravidez.
Aquelas que tiveram mães ou avós com estrias ou que tiveram estrias durante a gravidez estão mais propensas ao aparecimento delas.
Com o grande aumento do peso pode ocorrer o estiramento excessivo ou rápido da pele.
Controle o peso e cuide-se bem – Sua pele tem que estar hidratada para que as fibras de colágeno e elastina aguentem a pressão que o crescimento da pele faz durante a gravidez, principalmente na região da barriga e seios. Produtos que contenham em sua fórmula uréia (máximo 3%), lactato de amônia, colágeno, elastina, vitamina E e óleos vegetais são recomendados antes da gravidez e durante a gravidez.
Aquelas que têm a predisposição ao aparecimento das estrias podem diminuir o rompimento das fibras, mas dificilmente irá evitá-las totalmente. As que não têm esse histórico podem até se privar da convivência com essas cicatrizes.
Deve-se ter cuidado ao utilizar o hidrante nos seios: a região dos mamilos deve ser evitada, pois estão se preparando para a amamentação e o uso do hidratante pode deixá-los com a pele mais fina e sensível podendo ser causa das rachaduras durante a sucção do bebê quando nascer.
Nutrindo e hidratando a pele antes e depois da gravidez e não engordando demais durante a gestação são atitudes essenciais para alguns tratamentos em clínicas estéticas e dermatológicas pós-gravidez e até pós-amamentação que podem melhorar e muito o aspecto das estrias que aparecerem durante o período da gestação.
Todo tratamento deve ser indicado por profissionais especializados e a maior parte deles só poderá ser realizado após o período de amamentação. O objetivo é estimular a produção de novas fibras de colágeno e elastina na região das estrias deixando-as mais finas e menos aparentes.
Não há milagre, não há cura. O bom é prevenir. Os tratamentos têm o objetivo de amenizar as cicatrizes.
Engordar demais durante a gravidez é prejudicial para a saúde da mulher, do bebê e para a aparência estética da mamãe, como o aparecimento das estrias.
Durante toda gestação passei óleo de amêndoas em quase todo corpo, mas as minhas estrias apareceram nas últimas três semanas antes do Matheus nascer e estão aqui ainda, agora bem mais fracas.
Segundo minha ginecologista eu não teria conseguido evitá-las pois minha barriga ficou enorme. Na foto abaixo ainda faltava mais de um mês para o Matheus nascer e minha barriga cresceu mais um pouco!!!!
Eu considero que são minhas listras de tigresa e minha tatuagem para meu filho que amo muito.





E você, conseguiu evitar as estrias? Conte para nós!

1 comentários:

  1. Nossa, estrias são mesmo chatas de controlar. Mas, sempre é bom dar uma cuidada na pele. Eu não estou grávida, mas sempre uso oleo de amendoas para evitar o ressecamento.

    Beijos

    www.muitoestilo.com

    ResponderExcluir

Fico muito feliz com a sua visita e o seu comentário!!!
Volte sempre que desejar!!!
Beijocas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...